STOCK CAR: GABRIEL CASAGRANDE CONQUISTA BICAMPEONATO DA STOCK CAR


Mesmo sem pontuar na corrida 2, Gabriel Casagrande conquistou seu bicampeonato na Stock Car. Ricardo Zonta que chegou em condições matemáticas na disputa venceu a corrida 1 e Felipe Massa venceu a corrida 2 após contar com um safety car nos minutos finais da disputa.


Foto Capa: Duda Barrios /Stock Car

A Stock Car chegou a São Paulo para a disputa da Super Final. A última e decisiva etapa da temporada contou com nada mais nada menos que 7 pilotos com chances matemáticas na disputa do título. Gabriel Casagrande, Daniel Serra, Felipe Fraga, Thiago Camilo, Rafael Suzuki, Rubens Barrichello e Ricardo Zonta eram os 7 postulantes que disputaram o título da temporada 2023 da Stock Car Pro Séries. Após 11 etapas, Gabriel Casagrande entrou como grande favorito na final, o piloto do A.Mattheis Vogel estava com uma vantagem de 16 pontos para Daniel Serra, o piloto da RC era seu adversário mais próximo na tabela.

 

ZONTA VENCE CORRIDA 1 E SERRA LEVA DISPUTA PARA CORRIDA 2

Ricardo Zonta que chegou na sétima posição da tabela foi pole para a etapa final, largando muito bem e mantendo a liderança da disputa, deixando Rafael Suzuki para trás sendo atacado por Gabriel Casagrande. Casagrande assumiu o segundo posto, com Daniel Serra apenas na sétima posição, resultado esse que já daria o campeonato para Casagrande independente do resultado da corrida 2. Porém ainda era o início da disputa.

Foto: Victor Eleutério/Stock Car

Na sétima volta da prova, Daniel Serra já havia conseguido conquistar algumas posições e era o quinto colocado na disputa, posição insuficiente para levar a disputa para a corrida dois, já que Casagrande ainda era o vice-líder na prova. A janela de parada de pit-stop abriu na volta 7. Gabriel entrou logo no início da janela, seguido de perto por Rafael Suzuki. Antes de entrar nos box, Daniel Serra acabou ganhando mais uma posição após a rodada de Felipe Batista. Felipe rodou na saída da junção bem a frente de Daniel.

Zonta entrou para a parada obrigatória faltando pouco menos de 15min para o término da prova, na mesma volta entrou Daniel Serra, enquanto Zonta fez uma parada limpa sem problema nenhum, Daniel perdeu um tempo precioso ao sair do pit, a equipe liberou Daniel enquanto Felipe Batista entrava e por pouco ambos os pilotos não se encontraram novamente. Após o término da janela de pit-stop, Zonta se mantinha na liderança, seguido por Júlio Campos que se colocou em segundo após uma bela parada de sua equipe, Gabriel Casagrande que chegou a assumir a liderança mas foi superado por Zonta vinha em terceiro, Rafael Suzuki em quarto e Daniel Serra fechando os cinco primeiros.

Na abertura da última volta, Suzuki atacou Casagrande, chegou a assumir a terceira posição, mas foi superado por Casagrande nos metros finais da disputa. A vitória da corrida 1 ficou com Ricardo Zonta com Júlio Campos em segundo e Gabriel Casagrande fechando o pódio. Daniel Serra chegou em quinto e devido ao terceiro lugar de Gabriel, conseguiu levar a disputa para a corrida 2.

 

CORRIDA 2 RESTANDO APENAS 2 NA DISPUTA

A corrida 2 começou com apenas Casagrande e Serra disputando o título, entretanto a diferença era de 21 pontos. Daniel precisava vencer a prova e torcer para Casagrande não terminar entre os 19 primeiros. Com a inversão do grid, quem saiu na frente foi Atila Abreu, Serra largou na 6°posição com Casagrande saindo de 8°. Como de costume, a primeira volta da corrida 2 é sempre movimentada e diferente da corrida 1, os toques acontecem com maior intensidade. Petecof acabou tocando Dudu Barrichello, que não ficou feliz dando o troco duas curvas mais a frente, causando o abandono de Petecof e Lucas Foresti o lance acabou com a exclusão de Dudu da prova.

Foto: Victor Eleutério/Stock Car

Na abertura da 3° volta, Gabriel Casagrande era apenas o 19° colocado, posição limite para conquistar o bicampeonato caso Serra viesse a vencer a prova, porém a vida de Serra não estava fácil, o piloto da RC estava na 8° posição.

 

Quando a janela de parada abriu, na volta 7, Daniel Serra era o 5° colocado enquanto Casagrande se encontrava com dificuldades de rendimento e era apenas o 23° conquistando o título com esse resultado devido a consistência que teve durante a temporada. Faltando 5 minutos para o final da prova, apenas Ricardinho Maurício e Felipe Massa não haviam feito a parada obrigatória. Foi quando Sérgio Ramalho que substituiu Gaetano na Hot Car, acabei batendo forte obrigando a entrada do carro de segurança, pouco tempo antes da entrada do safety car, Felipe Massa acabou entrando no Pit sendo muito beneficiado com isso, já que Massa conseguiu manter a liderança da prova.

 

Devido o pouco tempo que restava no cronômetro, a prova acabou em bandeira amarela mesmo. Felipe Massa conquista sua segunda vitória na categoria, Marcos Gomes foi o segundo e Rubens Barrichello o terceiro. Daniel Serra foi o 12° e Gabriel Casagrande terminou em 21° mas a essa altura era o que menos importava para o piloto do Cruze #83 que comemorou seu bicampeonato na categoria.

Foto: Victor Eleutério/Stock Car

No asfalto quente de Interlagos, a Stock Car viu Gabriel Casagrande fazer história ao conquistar seu bicampeonato na temporada 2023. Mesmo sem brilhar na corrida final, Casagrande mostrou que consistência é a chave para o sucesso. A disputa teve de tudo: ultrapassagens ousadas, toques e reviravoltas. Na corrida 2, Felipe Massa subiu ao pódio, mas a festa real aconteceu com Casagrande, que, mesmo cruzando a linha em 21º, celebrou o título. Interlagos não foi apenas palco de corridas eletrizantes, mas também do triunfo de um piloto determinado. Gabriel Casagrande, agora bicampeão, entra para a história da Stock Car com estilo.


Keko Gomes

Autor

Keko Gomes

TAGS:
STOCK CAR
GABRIEL CASAGRANDE
CASAGRANDE
VICAR
STPCK PRÓ SERIES